A Bunda

A bunda

a Ela tudo pertence

o seu olhar

 seu primitivo impulso

ela é Cidade é paisagem é monumento

os homens castos a idolatram em silêncio

o homem destemido a olha displicentemente

assobiando ao longo do caminho

Intimidade do olhar!

Ela é o pão  da manhã é  o sanduíche elegante

é saudade que enche os olhos da gente

perfeita em qualquer cor e na  forma aredondada

tem a bunda formas inocentes

Orgulhosa quando passa e  Doce quando venerada

É Redenção

7 Pecados Capitais envoltos em segredo

quem a bunda idolatra  Ama mais Bunda! (2)

Nela você  descansa o seu o olhar inibido

E sem saber o porquê!

brincadeiras   de palmadas, beliscãos e  mordidas

A bunda

A ela tudo pertence

o seu olhar, o seu primitivo impulso

12 thoughts on “A Bunda

  1. Thank you for your regular visit to my blog Mirna. I remember we complimented each other on about.me long time ago. Hope you are doing well ? I look forward to your blog posts. take care. Regards, Sudhir

    Liked by 2 people

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s